sábado, novembro 25, 2006

O mestre Tó pinheiro da Silva

Quando escolhemos”alguém”para participar no nosso projecto, ao nível da mistura, pensamos sempre que tem de ser alguém que, para além de ser um bom profissional, tem de ser um ser humano que esteja em”sintonia”com a nossa maneira de viver…que tenha “aquela magia” que, por vezes, encontramos em certas pessoas que consideramos especiais (seja de que maneira for)… foi quase por mero acaso que encontramos o grande Tó pinheiro da Silva. Este grande senhor que esteve no processo de mistura de grandes bandas e artistas como os”Trovante”,” Dulce pontes“, “António Variações” e muitíssimos outros é, esquecendo muitas outras pessoas que já tive o privilégio de conhecer, um dos seres humanos mais fantásticos que é possível imaginar… A sua preocupação em tentar conhecer o mundo é alucinante… A dicotomia dos homens…os valores…o sentido da vida…o valor da vida…a compreensão do mundo físico e matemático… Ele foi o “prodígio” que se recusou a acabar “aquele” curso que todos os pais querem que o seu filho tenha e que, actualmente, dá seminários em faculdades sendo reconhecido pela sua percepção abismal do mundo físico… No entanto, para mim, aquilo que melhor o define e que faz dele o ser que é e que tenha tido, por outro lado, todo o reconhecimento que tem… é a sua forma de viver a vida… é um privilégio poder trabalhar com ele e aprender sobre tudo e mais alguma coisa… o poder do equilíbrio…é alucinante…e o ser humano tenta tanto chegar lá….mas nunca o conseguiu…será que alguém o vai conseguir…contando todos os defeitos que ele possa ter (como qualquer ser humano) ele, sem que eu perceba porquê…, é o ser com quem, até hoje, me identifico mais…gostava de ter a coragem e o descaramento de me aproximar ao valor da sua existência…mesmo sabendo que ele pode não ser perfeito (que não é, obviamente…)… gostava que toda a gente o podesse conhecer da forma que eu tenho…que visão…que sofrimento…que apreensão do real…que determinação…que fracasso …MAS AFINAL QUE DICOTOMIA É ESTA QUE SINTO… obrigado Tó…obrigado por teres entrado nas nossas vidas de uma maneira tão casual…uma oportunidade destas não pode ser desperdiçada…se foi o destino…ou mera casualidade…isso não sei…mas, no caso de ser casualidade…é a casualidade mais próxima do divino que pode existir… Revejo-me neste ser de uma forma tão dicotómicamente pura que até me faz confusão… São seres como que deviam ter poder sobre as leis…sobre a economia…sobre tudo o que se estuda…sobre tudo o que se aprende….em que direcção nos devemos/podemos direccionar as nossas vidas….sei lá….a emoção que tenho ao analisar as suas condutas é simplesmente brutal… Espero que ele tenha, na vida, tudo o merece…Que ser grandioso… “Sinto no Tó Pinheiro o renascer do conceito ”mestre”perdido ao logo dos tempos…que ser majestoso”

3 comentários:

Anónimo disse...

Também tenho o prazer de o conheçer e conviver com ele e comcordo plenamente com o comentário, é pena ter nascido em Portugal senão seria conheçido mundialmente pelo seu carisma trabalho e profissionalismo.
Grande TÓ Pinheiro O Mestre

JoaoMoreira disse...

Acho-o um excelente profissional, assim como o José Fortes. Porém, acho o teu texto ridículo e que só falta dizer que tu és um rato e ele um homem.

Anónimo disse...

Concordo plenamente com o JoaoMoreira. Depois da leitura do texto, há duas sensações que se confundem: ou queres tocar dentro do Tó Pinheiro, ou queres tocar fora do Tó Pinheiro. Mas claro, haja liberdade de expressão!